As mulheres, agora, poderão disputar cargos em todos os postos de oficiais da Marinha. O presidente da República, Michel Temer, sancionou nesta segunda-feira (18/12) o Projeto de Lei Complementar (PLC) 147/2017, que garante isonomia nas atividades exercida. Com a sanção, as mulheres poderão ser admitidas nas atividades operativas da Marinha. Poderão integrar o corpo da Armada e o de Fuzileiros Navais. Até então, as ocupações eram restritas apenas aos homens. Para Temer, a medida não faz mais do que assegurar o preceito constitucional. “Todos são iguais perante a lei. Tenho certeza que temos mais um ato compatível com o texto constitucional e com as aspirações da Marinha e da mulher”, destacou. Leia as últimas notícias de Brasil O ministro da Defesa, Raul Jungmann, ressaltou a importância da luta das mulheres por igualdade e declarou que cabe aos homens apoiarem a causa. “A igualdade conquistada pelas mulheres nos fará ter uma sociedade melhor. Mas, sobretudo, nos fará homens melhores. Sem sombra de dúvida, essa luta é tão importante para as mulheres, mas, para todos nós, e para toda a sociedade”, frisou.

Última modificação em Terça, 19 Dezembro 2017 16:03