As políticas públicas com as ações básicas nas áreas de saneamento, abastecimento de água, controle da dengue, no aleitamento materno, no controle de doenças diarreicas e das infecções respiratórias agudas são iniciativas que promovem avanços na redução da mortalidade infantil e no controle das doenças imunopreveníveis. O domínio sobre essas doenças contribui para erradicar a poliomielite e reduzir drasticamente a difteria, bem como a coqueluche, o tétano e o sarampo. Por isso, são fundamentais programas de saúde voltados para o atendimento familiar, particularizado, agindo sobre todos os integrantes da família, com ações preventivas diretas e educativas em nível complementar, e em especial aqueles voltados à mulher. As mulheres têm conquistado cada vez mais espaço no mercado de trabalho e assumem um papel importante na economia. Mas é preciso ir mais longe. Só com a maior participação da mulher na política e nos postos de decisão podemos consolidar as conquistas e continuar avançando. Trabalho para melhorar a vida da mulher porque assim melhora também a vida das famílias. Acredito na força feminina. Esse é o meu compromisso, acredite você também!